Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

romeu ma julieta.jpg

 

A versão crioula de “Romeu e Julieta” de William Shakespeare vai ser apresentada esta noite na Assembleia Nacional, na ilha de Santiago.

 

A peça “Romeu ma Julieta, Um tragédia crioula” é, de acordo com João Branco, uma obra monumental que valoriza a língua crioula e resulta de uma coprodução com a companhia brasileira, Caixa Preta, e a Associação Mindelact. A peça estreou em novembro do ano passado no âmbito do Festival internacional do teatro de Mindelo.

 

O espetáculo crioulo “Romeu ma Julieta, Um tragédia crioula” está marcado para às 21 horas.

 

Com: muzikasapo

IMG_20180327_193640.jpg

 

O ator e jornalista José Eduardo Fonseca Soares recebeu o prémio mérito teatral, atribuído, no dia internacional do teatro, pelo Mindelact.

 

No discurso de atribuição do prémio, que aconteceu no Centro Cultural do Mindelo, o presidente da assembleia-geral do Mindelact, José Pedro Bettencourt disse que a escolha de Fonseca foi votada, como habitualmente, em reunião da Assembleia da associação e “aclamada”.

 

Bettencourt disse ainda que “a distinção reconhece um percurso de dedicação e muito trabalho em prol do teatro” mas representa também “uma responsabilidade já que concita o nosso extinguido a continuar a dar o seu contributo para mais e melhor teatro”.

 

O galardoado, Fonseca Soares, (Tchá) como é conhecido, agradeceu a homenagem, salientou que a vontade de continuar é “férrea” e garantiu que vai prosseguir “na medida do possível, na medida das possibilidades, das potencialidades ou das necessidades, digamos assim, do mundo das artes cénicas”.

 

Para o ator premiado, no teatro não há personagens “fortes” e ”importantes” e nem é necessário ser “o protagonista”. Fazer teatro, para este amante das artes cénicas, não é mais do que “fazer com que o teatro acontece”. E, não é preciso ser filmado ou reproduzido porque “o teatro que se faz hoje, não é um teatro que se pode reviver, refazer daqui há 10 anos, esse teatro que estamos a fazer num determinado momento, acontece nesse momento” e, é isso que o ator e jornalista considera ser importante “porque torna tudo muito mais humano com as artes cénicas”.

 

Anualmente e desde 1999 que a Associação Mindelact tem atribui o prémio mérito teatral a uma figura que tem contribuído para a promoção e desenvolvimento do teatro cabo-verdiano.

mindelact.jpg

 

A 23ª edição, do Festival Internacional de Teatro do Mindelo arranca hoje com a peça Romeu ma julieta- uma tragédia crioula. O evento prolonga-se até ao dia 11 de novembro com arte, alma e afeto.

 

Cerca de 50 espetaculos e mais de 30 companhias de teatro, oriundos de 13 países participam neste festival, considerado o maior evento de artes cénicas da África Ocidental. Os espetáculos decorrem em diversos palcos ALAIM, JOTAMONTE, Pátio do CCP, ruas e praças de Mindelo, sendo o palco principal o do Centro Cultural do Mindelo.

 

No decorrer do festival, haverá intercâmbio entre os participantes, ações de formação, concertos de música, exposições de design e artes plásticas, bem como o Festival off e Teatrolândia que é uma programação específica dirigida às crianças.

 

Além de Cabo Verde, participa neste evento companhias de teatro oriundos de países como Alemanha, Angola, Argentina, Brasil, Espanha, Inglaterra, Japão, Moçambique, Portugal, República Checa, Senegal e S. Tomé e Príncipe.

 

A 23ª edição conta com “a melhor programação de sempre“ lê-se no site do Mindelact. Este ano, devido a questões logísticas, o Mindelact decorre em novembro.

Mindelact 2015

Carmo 18 Set 15

mindelact.png

 

Mindelo acolhe a partir de hoje mais uma edição do Festival internacional do teatro - Mindelact.  A edição deste ano, a 21ª, decorre até ao dia 26 de setembro, com grupos vindos de paises como Angola, Portugal e Brasil. Durante nove dias, cerca de 30 espetáculos serão exibidos Mindelo.

 

Apesar de algumas dificuldades financeiras, o presidente da associação, Daniel Monteiro, promete um Mindelact com a mesma qualidade dos anos anteriores.

 

Para além dos espetáculos no palco principal, o Mindelact apresenta teatro de Periferia, Festival off e Teatrolandia. "Inocência" do grupo de teatro do CCP/ Mindelo é a peça de abertura desta edição.

 

A novidade deste ano é a premiação dos Rebelados, com exposição e oficinas de pintura e artesanato, bem como uma homenagem ao falecido poeta Corsino Fortes.

teatro.jpg

 

De 12 de março a 4 de abril, a cidade do Mindelo acolhe mais uma edição do “Março Mês do Teatro”. A programação conta com nove peças teatrais, seis estreias e um espetáculo infantil.

 

No decorrer dos espetáculos haverá uma ação de formação a ser dirigida por dois jovens atores cabo-verdianos. O galardoado do “Março mês do teatro 2015” ainda não foi conhecido.

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários