Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

67359822_3049021651805411_2546247176472756224_n.jp

 

No último dia do Festival Internacional de Música da Baía das Gatas, a banda portuguesa Wet Bed Gang foi o último a atuar no palco do certame que aconteceu na ilha de São Vicente, nos dias 9, 10 e 11 de agosto.

 

A noite contou ainda com Yasmine, Lonny Johnson e Ricky Man com o convidado Djodje.

 

A edição deste ano que homenageou os mindelenses contou igualmente com artistas como Vasco Martins e o filho Vamar Martins, Grace Évora, Beto Dias, Suzana Lubrano, Ceuzany, Cremilde Medina, Djocy Santos e o grupo de Rap de São Vicente, Skillz Muviment.

 

No palco da Baía atuaram ainda artistas e bandas estrangeiros como Tabanka Djaz de Guiné-Bissau, Ky-Mani Marley de Jamaica, Ludmila do Brasil, Deejay Telio de Angola e Davido de Nigéria.

 

Baía das Gatas local de confluência de são-vicentinos, ilhas, diáspora e turistas de vários quadrantes, é nos três dias de agosto de cada ano, o ponto de convívio à beira-mar, num festival onde os festivaleiros deram mais uma vez prova do bom conviver vibrando com os artistas presentes na edição 2019, que agora termina sendo que os artistas participantes, com saudades vão dizendo até já Baía das Gatas.

No último dia do Festival da Baía, o público espera um show de música dos artistas que vão atuar este domingo, 11 de agosto. O espetáculo abre com música rap do grupo mindelense, Hip Hop Skillz Muviment e encerra com a banda portuguesa Wet Bed Gang.

 

Conheça os artistas que vão hoje atuar no palco da Baía.

 

67404011_3092006877506888_1481719178309140480_n (1

 

Hip Hop Skillz Muviment é um trio de artistas de rap de São Vicente. Formado por N.I Abencuod, Revan Almeida e Dj Letra ou the Funkman. Já com alguns discos gravados, o grupo tem vindo a firmar-se a sua marca e o seu spotlight no seio da comunidade e na Cultura Hip hop Cabo-verdiano com trabalhos sólidos construídas de mensagem fortes que cativa o público.

 

IMG_20190809_003338_711.jpg

 

Yasmine é estreia no Festival de música Baía 2019. Nascida em Cabo Verde, Yasmine é uma das vozes do Cabo (zouk) love mais ouvidas na lusofonia. Com Badoxa cantou “Perfume”. “Esquece o Mundo”, “Nha Rei” e “Tu és um Erro” são alguns dos sucessos desta jovem cantora, cabo-verdiana e que reside em Portugal. 

 

Loony-Johnson.jpg

 

Loony Johnson é um cabo-verdiano nascido em Portugal. O dono de "dá quel bô toque", começou a sua carreira como DJ. Mais tarde surgiu um convite para cantar "+1Bês" com Helder Rei do Kuduro, depois para cantar "Angel" com Kaysha. Hoje Loony Johnson um grande musico e produtor com vários sucessos lançados.

 

IMG_20190811_234306_916.jpg

 

Ricky (Boy) Nan é vocalista e compositor. Começou na musica aos 17 anos, juntamente com familiares e amigos, formou o grupo TC e mais tarde a editora Broda Music. Em 2009 produziu e editou o seu primeiro álbum a solo, "9909". Em 2011 "Djan Dicidi". Em 2014 editou "In Love".

 

Wet-Bed-Gang.jpg

 

Wet Bed Gang é estreia no festival da Baía. Wet Bed Gang é um grupo português de rap e hip hop. Criado em 2014, por João "La Bella Mafia", Rossi e Pizzy. Atualmente o grupo é composto por quatro elementos - sendo dois de origem cabo-verdiana, um angolano e outro colombiano - Gerson "Gson" de Jesus, Lizandro "Zara G" Silva, Tomás "Kroa" David e Pedro "Zizzy Jr" Júnior.

No segundo dia do Festival da Baía, sobem ao palco vários artistas nacionais e estrangeiros. Vasco e Vamar Martins abrem o show, que também tem carnaval com animação e folia. A noite de sábado termina com o nigeriano, Davido.

 

Conheça os artistas que vão atuar no segundo dia do certame.

 

IMG_20190810_135228_210.jpg

 

Vasco Martins e o filho Vamar Martins atuam no festival da Baía - Power Ful Project. Vasco é um músico, sinfonista, pianista, guitarrista, musicólogo, ensaísta e produtor musical cabo-verdiano, nascido em Portugal. Estudou música em Portugal e França. Em 1979 grava o seu primeiro LP intitulado "Vibrações". 

 

23915803_2254524041241846_9083726651310057699_n.jp

 

Vamar Martins, o filho de Vasco Martins também músico é guitarrista. Atualmente vive em Paris, França.

 

Grace-Évora.jpg

 

Grace Évora, nasceu em São Vicente e reside na Holanda. É baterista, vocalista, compositor e é considerado um dos melhores bateristas cabo-verdianos. A carreia artística começou em 1987 como baterista dos Livity, onde conseguiu gravar o tema "Bia". Depois passou pelo Splash e atualmente também tem uma carreira a solo com vários discos gravados.

 

transferir.png

 

Beto Dias. O cantor, compositor e guitarrista nasceu em Tarrafal de Santiago. Aos 11 anos emigrou com os pais para Holanda. A sua carreira musical começou como guitarrista dos Rabelados, mas logo passou a ser vocalista juntamente com Meno Petcha. Atualmente Beto Dias tem uma carreira a solo com vários discos gravados. 

 

slider5.png

 

Suzanna Lubrano nasceu em Santa Catarina, ilha de Santiago. É titular do troféu Melhor Artista Africana no âmbito do concurso Kora Awards 2003, o mais prestigiado prémio musical do continente africano. Com vários discos gravados entre eles "Sem Bo Nes Mund", "Fofo", "Tudo Pa Bo", "Saida" e Festa Mascarado, Suzanna Lubrano é considerada a diva do Cabo (zouk) love, o Zouk cabo-verdiano.

 

e8069399-1939-400b-b7f3-805d2bca4456.jpg

 

Deejay Telio é um músico, produtor e compositor angolano. A sua carreira iniciou-se em 2010 como comediante. Em 2015, juntou-se à editora SAF, o que o levou a lançar o hit "Que Safoda" depois o seu primeiro CD intitulado "Karanganhada". Relembremos temas de sucesso como "Ficou", "Molexado", "Num Tá Bom" e  "Imagina Nós". Telio lançou o hit "Esfrega Esfrega", com Deedz B. 

 

IMG_20190810_141155_406.jpg

 

Davido é um cantor, compositor e produtor musical nigeriano. Começou na música como membro do grupo musical KB International. Chegou à fama em 2011, com o lançamento de "Dami Duro". Davido é titular do prémio The Headies Award pela Next Rated. Em julho de 2016, assinou contrato com a gravadora RCA Records, da Sony. 

 

Imagens/Reprodução

Arranca hoje, 9 de agosto, a 35ª edição do Festival Internacional de Música da Baía das Gatas. Nesta edição - que homenageia os mindelenses - Cremilde, Ceuzany e Djocy são as vozes femininas, do Mindelo, que abrem o festival.

 

Conheça os artistas que atuam nesta sexta-feira, primeiro dia do certame. 

 

4352819501388c0fc9ed642576d0be800e9b67fe.jpg

 

Ceuzany Pires é natural do Senegal, mas é no Mindelo que cresceu. É filha de pais cabo-verdianos e cedo já sabia que a música fazia parte da sua vida. Aos 12 anos começou a participar em Festivais dos Pequenos Cantores. Mais tarde juntou ao grupo Eclipse, depois Cordas do Sol e mais tarde começou uma carreira a solo. O primeiro álbum de Ceuzany "Nha Vida" foi editado em 2016. 

 

IMG_20190809_003250_924.jpg

 

Djocy Santos nasceu em São Vicente, cedo emigrou com os pais para Holanda. A música é a sua paixão desde garotinha. A cantora tem um EP lançado, em 2017, num tributo a Cabo Verde e às sonoridades tradicionais das ilhas, intitulado "Mulher" com seis temas cantados tanto em português e em crioulo. 

 

IMG_20190809_011455_003.jpg

 

Cremilde Medina nasceu e cresceu em São Vicente e muito cedo, aos 9 anos, sentia que a música era a sua vida. Sobretudo a música tradicional cabo-verdiana tendo como referência Cesária Évora, Bana, Ildo Lobo, Morgadinho e Paulino Vieira. Em 2017 lança o seu primeiro disco intitulado " folclore" onde explora ritmos tradicionais de Cabo Verde.

 

20170615083832tabanca_djaz.jpg

 

Depois de 11 anos de silêncio, Tabanka Djaz atua no Festival Internacional de música da Baía das Gatas, em São Vicente. "Depois do Silêncio" é o mais recente trabalho discográfico do grupo, lançado em 2013 e muito aguardado pelos fãs. Fundado em 1988, Tabanka Djaz tem vários discos gravados e várias participações em projetos como "Lusofonia". 

 

IMG_20190809_165023_132.jpg

 

Ky-Mani Marley atua na 35ª edição do mais antigo Festival Internacional de música de Cabo Verde. O filho de Bob Marley começou a sua carreira em 1989, oito anos depois da morte do seu pai Bob Marley. O primeiro sucesso foi "Little Sinsemilla".

 

IMG_20190809_003226_089.jpg

 

Ludmila encerra o primeiro dia do certame. A cantora e compositora brasileira começou a ter sucesso em 2012 com a canção "Fala Mal de Mim". Desde então a sua vida mudou e tem sido, sucesso atrás de sucesso. "Sem Querer", "Hoje", "Te Ensinei Certin", "Não Quero Mais" e "24 Horas por Dia" são alguns músicas de Ludmila.

67736968_3092166860824223_8138202649204883456_o.jp

 

Cerca de 18 artistas e grupos como Graece Évora, Cremilde Medina, Ceuzany, Djocy Santos, Ludmila, Tabanka Djaz, Ki-Mani Marley, Beto Dias e Suzanna Lubrano vão atuar na 35ª edição do Festival Internacional de música da Baía das Gatas, em São Vicente, este ano, dedicado aos mindelenses. 

 

O alinhamento final do festival foi divulgado esta segunda-feira, 29, na rede social da Câmara Municipal de São Vicente.

 

Durante três dias, o mais antigo festival de música de Cabo Verde, faz movimentar a ilha do Monte Cara com a chegada de turistas, emigrantes e festivaleiros de Cabo Verde inteiro para Baía das Gatas que também tem carnaval.

 

Cremilde Medina, Djocy Santos e Ceuzany abram o festival de música que durante três atuam artistas e grupos nacionais e estrangeiros.

 

Na sexta-feira a seguir as vozes de Mindelo, o público tem oportunidade de ver e ouvir os Tabanka Djaz. Ky-Mani Marley chega com reggae e para terminar o primeiro dia Ludmila.

 

No sábado, Vasco Martins abre o espetáculo com "Baía Powefull Música". O grupo carnaval de São Vicente desfile no palco da Baía com animação e folia. Grace Évora, Beto Dias e Suzana Lubrano são as atuações seguintes. Deejay Telio e Davido também marcam presença no mais antigo festival de música de Cabo Verde.

 

No domingo, último dia do certame, haverá espetáculos com o grupo Hip Hop Skils Muviment, seguido por Yasmine, Loony Johnson, Ricy Man e Wet Bed Gang para fechar com chave de ouro.

 

Desde 1984 que o Festival Internacional de Música da Baía das Gatas é uma marca muito apreciada pelos amantes da música e do convívio imperdível a beira-mar. As ilhas e o mundo convergem-se na praia da Baía, para durante três dias, acompanharem os shows de artistas e grupos que vêm de diversas paragens desse mundo fora.

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários