Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

semtabacohorizontal.jpg

 

Assinala-se hoje, 31 de maio dia Mundial sem tabaco. Para assinalar a data o Noviactual saiu à rua para saber se a população e os fumadores, em particular, estão conscientes dos malefícios do tabaco. Conversamos com Luís Sousa, Sandra Lima, Manuel Costa e Sebastião Gonçalves.

 

Luís Sousa, fumador há 17 anos, sempre soube dos malefícios do cigarro mas falta-lhe força suficiente para deixar o vício “eu fumo desde os meus 18 anos, já tenho 35. O cigarro é como se fosse um refúgio. Sei dos riscos mas... Continuo a fumar. Já pensei em deixar mas ainda não encontrei aquela força.”

 

Já Sandra Lima, fumadora passiva apela aos fumadores a respeitarem os que não usam o tabaco “eu não fumo. Mas vivo perto de pessoas que fumam. O fumo entra pela janela da minha casa e é assim todos os dias há muitos anos, por isso, apelo aos fumadores que procurem locais próprios e longe dos não fumadores.”

 

Manuel Costa é um ex-fumador  “fumei durante 25 anos, comecei muito jovem, aos 20 anos. O cigarro trouxe-me muitos problemas de saúde. Apesar de saber de todos os riscos usei e abusei do tabaco. Fumava vários maços por dia. Felizmente deixei esse vício há 13 anos.”

 

Sebastião Gonçalves é um jovem universitário, desportista e preocupado com a juventude que se deixa levar pela influência “eu não fumo mas tenho muitos amigos que fumam por influência. Faço questão de lhes dizer o quanto não gosto de inalar o fumo do cigarro.”

 

Conheça alguns malefícios desse vício que mata:

Reduz tempo de vida, provoca sérios problemas no coração e no pulmão, enfraqueça os dentes e envelheça a pele.

Opte pela sua saúde e deixe o tabaco.

IMG_20180508_170713.jpg

 

Sob o lema “Um sorriso para todos em todos os lugares” é assinalado, hoje, 8 de maio, o Dia internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

 

Em São Vicente, no ato solene das comemorações, o presidente do conselho local João Paulo Lima, lembra que na ilha, a Cruz Vermelha tem protocolos e parcerias nas diversas áreas e os resultados são bons, tendo destacado formação com grau de licenciatura para os voluntários da cruz vermelha. “isso para nós é uma satisfação. Não estamos aqui para pedir nada mas como dirigentes temos que criar meios para a motivação dos nossos voluntários”.

 

João Paulo Lima sublinha ainda que a Cruz Vermelha é uma associação de cariz humanitário e quando se fala em cariz humanitário “temos que pensar é nas pessoas e na pessoa. Temos que pensar qual é o meio e as condições mais adequadas para criar o melhor benefício a pessoa humana”.

 

O presidente da Cruz Vermelha local garante que a instituição só existe por causa dos voluntários. Admite ainda que tem voluntários com espirito de ajuda ao próximo. A partir dessa constatação manifesta desejo de poder ter no futuro os atuais voluntários a trabalhar para a instituição por isso deixa mensagem de incentivo aos mesmos.

 

“Estamos aqui para mais uma vez transmitir essa mensagem e para poder também cultivar novos voluntários que estarão amanhã a trabalhar nesta instituição”. Acrescenta na sequência que “A nível local vamos continuar a trabalhar com os nossos voluntários, vamos trabalhar nos projetos, vamos capacitar ainda os novos voluntários, vamos criar condições para poder ter mais meios e dar um apoio com melhores condições as instituição quando formos solicitados”.

 

O presidente da instituição local diz-se sentir orgulhoso com o trabalho do setor de São Vicente. “Sinto-me orgulhoso de continuar a trabalhar nesta instituição pela força que me dão e pelas condições que recebo de todos os meus parceiros não só em São Vicente como a nível nacional. Acho que em Cabo Verde a Cruz Vermelha está num bom caminho”.

 

Refira-se que a Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho completam 155 anos de existência. Abrangem mais de 160 milhões de pessoas através de sua rede de cerca de 17 milhões de voluntários e 450.000 funcionários.

 

Em Cabo Verde, a Cruz Vermelha completa 43 anos em julho e as suas ações estendem-se por todo o pais com milhares de voluntários e mais de uma centena de profissionais. Atualmente tem sob a sua responsabilidade a gestão de 11 jardins de infância, 9 centros de terceira idade e vários projetos.

 

Beneficia diretamente e a nível nacional cerca de 530 crianças e mais de 250 idosos com acolhimento, ações pedagógicas e refeições quentes, beneficia igualmente jovens e adolescentes em situação de risco com ações de solidariedade social.

dia mundial voz.jpg

 

Hoje, 16 de abril, é dia mundial da Voz. São muitos os profissionais que têm a voz como instrumento de trabalho. Jornalistas de rádio e televisão, professores, padres, enfim… 


A Voz é um instrumento muito delicado, e por isso devemos usa-lo com respeito e responsabilidade. É preciso ter cuidados com a nossa voz como beber muita água e de preferência natural, evitar bebidas gasosas e alcoólicas, evitar o cigarro e ambientes onde se pode inalar o fumo, evitar esforçar a garganta e dormir bem. E, uma diga muito importante aqueça a sua voz sempre e antes de a usar. 

são vicente.PNG

 

A ilha de São Vicente comemora a festa do município e do seu padroeiro neste, 22, de janeiro. Para celebrar a data a Câmara municipal, promove um leque de atividades culturais e desportivas que tem vindo a decorrer.

 

Esta noite por volta das 21 horas, os mindelenses têm convite para descer à baixa da cidade, na praça D. luís, para um concerto musical com participação de artistas como Mirri Lobo, Lura, Nancy Vieira, Jorge Sousa, Jenifer Solidade e Djila.

 

O dia do Município, 22 de janeiro começa com o hastear da bandeira, por volta das 10 a hora é sagrada, o convite é participar na Missa solene e procissão em honra ao santo padroeiro da ilha, São Vicente. A tardinha uma sessão solene tem lugar no salão nobre dos paços do concelho com homenagens às personalidades da ilha.

 

Em termos de atividades desportivas inicia o torneio da taça de São Vicente, corrida de cavalos e final da taça de São Vicente em veteranos. A volta a São Vicente em bicicleta continua, bem como o campeonato nacional de xadrez, o torneio do município em ténis e a taça do município em golfe.  

 

As vozes das ilhas fazem cair o pano das atividades da festa do município. O concerto musical acontece num dos hotéis da cidade e conta com representantes de todos os Municípios do país numa organização do Grupo Serenata.

Capturar.PNG

               

Assinala-se hoje, 18 de outubro, o dia Nacional da Cultura. A data é celebrada no dia do nascimento de Eugénio Tavares o escritor, compositor, jornalista e poeta cabo-verdiano.

 

“Cultura no Coração das ilhas” é o lema escolhido para as celebrações deste ano. Várias atividades decorram um pouco por todo o pais.   

 

O dia Nacional da cultura foi instituído em 2005, cujo projeto de lei foi apresentado à Assembleia Nacional pelo deputado Jorge Silva.

 

Eugénio Tavares

 

A 18 de outubro de em 1867, nascia em Nova Sinta, Brava, Eugénio de Paula Tavares. Filho de Eugénia Roiz Nozolini Tavares e de Francisco de Paula Tavares. Morreus aos 63 anos na sua terra natal.

 

Mal de amor, Força de Cretcheu, Morna de despedida, são algumas das composições de Eugenio Tavares.

 

 

Força de Cretcheu

 

Ca tem nada na es bida
Mas grande que amor 
Se Deus ca tem medida 
Amor inda é maior. 
Maior que mar, que céu 
Mas, entre tudo cretcheu 
De meu inda é maior

 

Cretcheu más sabe, 
É quel que é di meu 
Ele é que é tchabe 
Que abrim nha céu.
Cretcheu más sabe 
É quel qui crem 
Ai sim perdel 
Morte dja bem  

 

Ó força de chetcheu, 
Que abrim nha asa em flôr 
Dixam bá alcança céu 
Pa'n bá odja Nôs Senhor 
Pa'n bá pedil semente 
De amor cuma ês di meu 
Pa'n bem dá tudo djente 
Pa tudo bá conché céu

 

Eugénio Tavares

Com: eugeniotavares.org

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários