Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

IMG_20180713_213837_133.jpg

 

O Secretário de Estado de economia marítima recolhe subsídios para o orçamento de 2019 e já ouviu preocupações e sugestões de pescadores de Salamansa e São Pedro.

 

Paulo Veiga prometeu analisar as questões apresentadas e anunciou algumas apostas do seu ministério como formação, a questão do gelo e armazenamento de frio, a nova lei de base de pesca e o problema de licença.

 

Relativamente a questão do gelo e armazenamento de frio, Veiga garante que é uma política a será implementada para toda a comunidade, uma vez que não se pode falar em segurança alimentar sem criar condições para que isso aconteça.

 

Aposta na Formação é uma prioridade do ministério de economia marítima disse Veiga acrescentando que uma linha de financiamento à formação será criada e pode ser uma nova fonte de renda para os pescadores.

 

Paulo Veiga adianta ainda que uma nova lei de base das pescas esta sendo trabalhada para transformar o sistema de pesca artesanal em industrial.

 

“Damos licença a UE, Japão e Senegal porque não temos capacidade e nem autonomia para fazer esse tipo de pesca, não temos barcos com autonomia para cobrir a zona económica e a maioria desses peixes são transitórios não são nossos e quando aparecem temos de os pescar porque se não, são pescados por outros países.” Sublinha Veiga acrescentando que isto leva o seu tempo mas se focarmos na ideia havemos de lá chegar.

 

O Secretário de Estado de economia marítima falou ainda de segurança dos pescadores destacando a necessidade de apetrechar os botes com equipamentos de segurança como GPS, rádio VHF e coletes.

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

PUB