Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

IMG_20190228_210547_308.jpg

 

Mário (Maiúca) Gomes  define-se como um rapaz curioso. É maestro do Mindel Samba, constrói instrumentos musicais de percussão e é serralheiro. Os dotes deste jovem artista não ficam por aqui, Maiúca faz ainda acessórios para o Carnaval.

 

No Quintal das Artes, a direita vê-se um espaço com uma armação feita de chapa de tambor é ali a oficina e a sede do Mindel Samba. É neste espaço que o jovem transpira as ideias e transformam-nas em peças de arte deslumbrantes e originais.

 

Este jovem que vem de uma família de artistas tem mão para tudo, descobriu cedo a arte e cedo descobriu também que era a arte que queria fazer pelo resto da sua vida.

 

Recordas como tudo começou?

 

Não…não me lembro. Aconteceu de forma espontânea. Comecei a tocar no Batucada Mindelo aos 11, 12 anos. Em 2014 eu e mais três irmãos formamos o Mindel Samba e, como sou um rapaz curioso, um dia resolvi fazer um tambor, depois de varias tentativas falhadas consegui e, com o tempo fui-me aperfeiçoando. 

 

É fácil encontrar matéria-prima?

 

Uma parte sim... o corpo, os arcos e os vergões encontramos aqui, mas a pele sintética que usamos nos tambores é importada do Brasil que nos impõe alguma dificuldade. 

 

Que tipo de instrumento constrói e qual o desempenho de cada um na bateria?

 

O Bombo, por exemplo, que é a base da bateria tem som mais grave. O corpo é feito de metal ou platex e usamos pele sintética. Os arcos são feitos com vergalhão, barra de 10, depois o varão roscado. Normalmente faço cinco medidas de 18, 20, 22, 24 e 26 polegadas.

Já Caixa, de 14 polegadas, que tem som agudo é o ritmo da bateria. Tamborim de 6 polegadas fica à frente da bateria. E Repinique marca o tempo e temos duas medidas 10 e 12 polegadas.

Faço ainda Chocalho que sustenta o ritmo e Agogô, instrumento muito utilizado pelos mandingas. 

 

Para além dos instrumentos musicais o que mais faz?

 

Faço também acessórios, fantasias usados no carnaval. Trabalhei já com figurinos de grupos como Vindos do Oriente, Cruz João Évora e alguns de Monte Sossego.

 

IMG_20190228_212103_569.jpg

 

Como e quando nasce o Mindel Samba?

 

O Mindel Samba foi criado em 2014. É um projeto de quatro irmãos.  Nando, Luís, Nhela e eu. O Nando é o primeiro maestro. Todos os anos o Mindel Samba sai no carnaval do Mindelo. Não temos um grupo fixo estamos sempre abertos a propostas. No entanto, há 3 anos que trabalhamos com o grupo Cruzeiros do Norte.

 

 

O Mindel Samba já tem mais de 120 elementos e trabalha com percussionistas a partir dos 12 anos, sublinhe-se, sob orientação do Maiúca que confessa-se feliz com o que faz e não se fique apenas pelas artes carnavalescas é também serralheiro.

 

“Sim. Sou serralheiro desde os 14 anos mas só em 2012 comecei a trabalhar por conta própria. Tenho os meus clientes fixos, graças a Deus. Trabalho com ferro e alumínio faço portas, janelas, mobílias e acessórios de cozinha.”

 

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários