Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

IMG_20180417_180157.jpg

 

“Reconciliados com Cristo, fermentos de um mundo novo” é tema da II semana teológica que a Diocese de Mindelo realiza em parceria com a escola de formação teológica para leigos. A semana acontece no auditório Onésimo Silveira, na Universidade do Mindelo, até a próxima sexta-feira, 20 de abril.

 

Na abertura, o Bispo de Mindelo, Dom Ildo Fortes afirmou que a reflexão pretende ser um lugar de confrontos de ideia e não de catequese “Queremos com esta semana teológica uma igreja, que se sabe, portadora de uma luz especial, de uma mensagem que não passa e, que quer dialogar com o mundo”.

 

“A função de existirmos é de verdadeiramente para sermos o Sal da terra, a luz do mundo como diz o Evangelho. Não se trata de fazer catequese, de estar na Sacristia é hora de sair e, isto faz-se também no confronto de ideias, no diálogo”, acrescentou o Bispo.

 

IMG_20180417_184742.jpg

 

Durante a conferência intitulada “A igreja católica cabo-verdiana e políticas publicas nacionais: Confronto e convergência para uma cultura da justiça e paz”, o conferencista Carlos Reis membro da comissão diocesana justiça e paz da Diocese de Santiago falou, de vários assuntos entre os quais, da violência e da injustiça.

 

Para Carlos Reis esses atos violentos “demasiado regular” e “demasiado frequente” é algo que está a surgir na sociedade que, por vezes “dizemos que é nossa mas quando postos perante factos dessa natureza, nós rejeitamos como uma sociedade que seja nossa, que algo que seja nosso possa “parir”, possa dar lugar, possa fazer emergir atos de tanta violência, de tanta crueldade e com a regularidade que temos vindo a assistir”.

 

Ao lado da violência acrescenta o conferencista, assistimos também uma insatisfação relativamente generalizada que é a falta de justiça.

Reis reconhece que a justiça humana tem erros mas acredita que a perceção da falta dela ou mesmo da “injustiça” é superior aquilo que, no seu entender, “deve poder corresponder com a realidade das nossas estruturas ligadas a justiça, apesar de ser um facto e de ser evidente que vários subsistemas do sistema maior da justiça precisam de correções e de intervenções de reforma”.

 

Ainda na conferência Carlos Reis fez referência a tendência evolutiva da dinâmica social no plano das desigualdades sociais.

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários