Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

IMG_20180508_170713.jpg

 

Sob o lema “Um sorriso para todos em todos os lugares” é assinalado, hoje, 8 de maio, o Dia internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

 

Em São Vicente, no ato solene das comemorações, o presidente do conselho local João Paulo Lima, lembra que na ilha, a Cruz Vermelha tem protocolos e parcerias nas diversas áreas e os resultados são bons, tendo destacado formação com grau de licenciatura para os voluntários da cruz vermelha. “isso para nós é uma satisfação. Não estamos aqui para pedir nada mas como dirigentes temos que criar meios para a motivação dos nossos voluntários”.

 

João Paulo Lima sublinha ainda que a Cruz Vermelha é uma associação de cariz humanitário e quando se fala em cariz humanitário “temos que pensar é nas pessoas e na pessoa. Temos que pensar qual é o meio e as condições mais adequadas para criar o melhor benefício a pessoa humana”.

 

O presidente da Cruz Vermelha local garante que a instituição só existe por causa dos voluntários. Admite ainda que tem voluntários com espirito de ajuda ao próximo. A partir dessa constatação manifesta desejo de poder ter no futuro os atuais voluntários a trabalhar para a instituição por isso deixa mensagem de incentivo aos mesmos.

 

“Estamos aqui para mais uma vez transmitir essa mensagem e para poder também cultivar novos voluntários que estarão amanhã a trabalhar nesta instituição”. Acrescenta na sequência que “A nível local vamos continuar a trabalhar com os nossos voluntários, vamos trabalhar nos projetos, vamos capacitar ainda os novos voluntários, vamos criar condições para poder ter mais meios e dar um apoio com melhores condições as instituição quando formos solicitados”.

 

O presidente da instituição local diz-se sentir orgulhoso com o trabalho do setor de São Vicente. “Sinto-me orgulhoso de continuar a trabalhar nesta instituição pela força que me dão e pelas condições que recebo de todos os meus parceiros não só em São Vicente como a nível nacional. Acho que em Cabo Verde a Cruz Vermelha está num bom caminho”.

 

Refira-se que a Cruz Vermelha e o Crescente Vermelho completam 155 anos de existência. Abrangem mais de 160 milhões de pessoas através de sua rede de cerca de 17 milhões de voluntários e 450.000 funcionários.

 

Em Cabo Verde, a Cruz Vermelha completa 43 anos em julho e as suas ações estendem-se por todo o pais com milhares de voluntários e mais de uma centena de profissionais. Atualmente tem sob a sua responsabilidade a gestão de 11 jardins de infância, 9 centros de terceira idade e vários projetos.

 

Beneficia diretamente e a nível nacional cerca de 530 crianças e mais de 250 idosos com acolhimento, ações pedagógicas e refeições quentes, beneficia igualmente jovens e adolescentes em situação de risco com ações de solidariedade social.

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

PUB