Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

Feliz 2020!

Carmo 4 Jan 20

Previsions-2020.jpg

 

 

Recomeça... se puderes, sem angústia e sem pressa e os passos que deres, nesse caminho duro do futuro, dá-os em liberdade, enquanto não alcances não descanses, de nenhum fruto queiras só metade. By Miguel Torga, poeta e escritor português.

 

Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre. By Carlos Drummond de Andrade, poeta e cronista brasileiro.

 

Não importa se a estação do ano muda... Se o século vira, se o milênio é outro. Se a idade aumenta... Conserva a vontade de viver, não se chega a parte alguma sem ela. By Fernando Pesdoa, poeta, filósofo, dramaturgo e ensaísta português.

Feliz e Santo Natal

Carmo 25 Dez 19

PicsArt_12-25-11.01.17.png

 

É Natal sempre que deixares Deus amar os outros através de ti... sim, é Natal sempre que sorrires ao teu irmão e lhe ofereceres a tua mão. By Madre Teresa de Calcutá.

 

PicsArt_12-25-11.21.14.png

 

Neste dia de alegria, todos somos chamados a contemplar o Menino Jesus, que devolve a esperança a todo o ser humano sobre a face da terra. Com a sua graça, demos voz e demos corpo a esta esperança, testemunhando a solidariedade e a Paz. By Papa Francisco.

IMG_20191220_152927_608.jpg

 

É já nos dias 27 e 28 de dezembro que Mindelo acolhe a 4ª edição do Sodade Music Festival. Um evento que acontece anualmente na Holanda, e este ano homenageia o músico mindelense Biús.

 

Promovido pela Fundação Morabeza, o evento vai decorrer em simultâneo em três palcos. Praça Nova, Hotel Porto Grande e Mindel Hotel com vários estilos musicais e onde a música, a gastronomia (cabo-verdiana e holandesa) e o artesanato se cruzam. 

 

No Festival Sodade atuam artistas como Tubarões, Cordas do Sol e Ceuzany, Broederliefde, Djim Job, Boy Ge Mendes, Marizia do Rosário, Elida Almeida e Melissa Fortes.

 

O Festival Sodade acontece todos anos, desde 2016, na Holanda tendo já homenageado artistas como Cesária Évora, Luís Morais e Carlos Alberto Martins (Catchás).

As belíssimas composições - do amor, da saudade, da emigração e do mar - criações de talentosos criadores, aliadas aos instrumentistas e imortalizadas na voz de grandes interpretes levaram a morna aos quatro cantos do universo.

 

Das inúmeras vozes da morna, o Noviactual lembra algumas que contribuíram para a divulgação deste género tradicional que agora não é só nosso mas do mundo.

 

evora_cesaria_©lusafrica.jpg

 

• Cesária Évora, a "Rainha da Morna" começou a sua carreira em Mindelo. De Mindelo, Cize levou a morna para grandes palcos internacionais. Cantou, encantou e deu o mundo a oportunidade de conhecer este género musical crioulo. "Sodad" um tema imortalizado na voz de Cize.

 

785bdb98c1e8caf4543cfa5d52ff57db_XL.jpg

 

• Adriano Gonçalves, o grande Bana, um nome maior da música de Cabo Verde. A voz de ouro cantou Cabo Verde em Lisboa e no Mundo. O "Rei da Morna" como era conhecido interpretou temas que ficaram imortalizados é o caso de "Tanha", "Arca Azul", "Sina de Cabo Verde", "Lamento d' um emigrante" ou "Ess país". 

 

ildo.jpg

 

• Ildo Lobo dono de uma voz inconfundível, Ildo é um dos maiores interpretes das ilhas. Cantou "Nôs Morna" de Manuel de Novas, tema que deu nome a seu primeiro disco a solo. "Intelectual" foi o seu último disco.

 

transferir (4).jpg

 

• É uma das grandes vozes da música tradicional de Cabo Verde, Titina Rodrigues começou a cantar ainda menina, em Mindelo. Uma apaixonada pelas composições de B.Leza, daí o disco "Titina Canta B.Leza", o seu primeiro disco.

 

transferir (5).jpg

 

• Tito Paris ainda jovem integrou a banda “A Voz de Cabo Verde” a convite do Bana. Foi baixista e baterista. Para além do Bana, Tito acompanhou vários artistas como Paulino Vieira, Celina Pereira e Dany Silva. Em 1987 lança o seu primeiro disco "Fidjo Magoado". 

 

transferir (3).jpg

 

• Fancha é a voz das ilhas de morabeza. Era ainda uma menina quando acompanhava Cesária Évora nos eventos musicais. O seu mais recente disco "Nos Caminhada" é uma homenagem a Cize, onde canta por exemplo "Nos Caminhada", "Beijo" e "Belga". 

 

07183037.normal.jpg

 

• Joaquim Almeida ou simplesmente Morgadinho. Um homem espetacular, um grande nome da musica cabo-verdiana. Um dos cofundadores do grupo Voz de Cabo Verde na Holanda. Das mornas interpretadas por Morgadinho lembramos "Cize", "Mãe" e "Um Página voltod".

 

10aee6_b2f998ee13614d8596fffa101d0431e3.jpg

 

• Maria Alice é uma cantora salense que cedo emigrou para Portugal. Participou em vários festivais e cantou a morna em vários países da Europa. A voz de Maria Alice pode-se ouvir nas músicas como "Terra Longe", "Resposta di segredo cu mar" ou "Rotcha scribida".

 

537730 (1).jpg

 

• Alcides Nascimento é filho do Bana. Herdou a doçura na voz do seu pai. Alcides gravou um único disco "Pensamento" em 1996, um disco histórico. Disco, regravado em 2016 em comemoração aos 20 anos do seu lançamento. 

 

4772124_jZOMi.jpeg

 

• Celina Pereira é uma das grandes vozes da musica tradicional cabo-verdiana. Divulgou a musica das ilhas pelo mundo. Celina foi professora, é contadora de histórias e cantora. O seu mais recente disco “Areias Mornas de Bubista” é uma homenagem dos poetas e compositores da Morna da Boa Vista.

 

IMG_20191207_132540_788.jpg

 

• Uma outra grande voz destas ilhas é Sãozinha Fonseca. Começou a cantar no coro da igreja, mas já sentia algo especial pela morna. Nasceu no meio da música, o seu pai era compositor. Interpretou obras de Eugénio Tavares como "Mar de lua cheia", "Aflição de nha magoa", "Carta di nha cretcheu" e "Cai no Mar" .

 

IMG_20191206_224549_634.jpg

 

• Gardénia Benrós a voz de "Mi ê cabo-verdiana" é uma apreciadora das composições de Eugénio Tavares. Escolheu para o seu primeiro álbum repertório de Eugénio Tavares e produção de Paulino Vieira. "Força di Cretcheu" e "Canção ao Mar - Mar Eterno" são algumas mornas desta santiaguense de origem bravense. 

 

1175620.jpg

 

• Tété Alhinho, antiga vocalista do grupo Simentera, é uma apaixonada pela morna. Cresceu no meio da música. Após algum tempo sem editar, Tété regressa com "Mornas ao Piano" onde canta "Mindel de Mãe Auta", musica dedicada a sua mãe. 

 

arton133224.jpg

 

• Dany Silva é um nome incontornável na musica tradicional de cabo verde. Quem não se lembra de "Lua nha testemunha" criação de B.Leza interpretado por Dany. Com 40 anos de carreira, Dany Silva lança álbum “Canções da Minha Vida”, que conta com a participação de vários artistas.

 

paulinovieira01_16_12_2012.jpg

 

• Paulino Vieira uma grande figura da música de Cabo Verde. A música faz parte da sua vida. Escreve música, toca música e canta música. "N'cria ser peta" e "Ódio é pobreza", são exemplos de belíssimas mornas de Paulino.

 

transferir (12).jpg

 

• Hermínia de Antónia d' Sal foi uma amante de morna, mas só gravou o seu primeiro disco "Coração Leve" depois dos 50 anos. Hermínia atuou em vários palcos do mundo com o disco produzido por Vasco Martins.

78927930_165728344522263_3558779265463877632_o.jpg

 

11 de dezembro passa a ser um dia histórico para Cabo Verde. A Morna é a partir de hoje, Património Cultural Imaterial da Humanidade. 

 

A candidatura do género musical cabo-verdiano foi aprovada na 14ª reunião do Comité Intergovernamental da UNESCO, em Bogotá, Colômbia.

 

"Hoje o meu país celebra a inscrição da sua alma na alma da humanidade", Abrão Vicente minutos após a Morna ser reconhecida como Património Imaterial da Humanidade.

 

A candidatura da Morna foi entregue em março de 2018, pelo ministro da Cultura e das Indústrias Criativas. 

 

O Dia Nacional da Morna foi criado, a 27 de fevereiro de 2018. A data escolhida foi três de dezembro, dia do nascimento de B.Leza.

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários