Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

Retrospetiva 2014

Carmo 30 Dez 14

O ano de 2014 está a chegar ao fim e nesta edição, o Noviactual recorda os principais acontecimentos que marcaram o país e o Mundo. A ébola foi o facto mais noticiado em 2014. Em Cabo Verde, no ano em que a seca deixou marcas, a atividade eruptiva do vulcão do Fogo e as eleições internas do PAICV foram os acontecimentos que mereceram mais destaques.

 

 

A ébola continua a aterrorizar o mundo. Libéria, Serra Leoa e Nigéria foram os países mais afetados. Casos do ébola foram também registados nos Estados Unidos, Noruega, Holanda, Reino Unido, Espanha, Alemanha, frança, Itália e Suíça. O vírus afetou mais de 17 mil pessoas, dos quais mais de 6 mil morreram. Como medida de precaução, o Governo cabo-verdiano interditou a entrada de cidadãos estrangeiros não residentes provenientes de países com intensa transmissão do vírus do ébola.

 

Vulcão do Fogo entra em erupção, 19 anos depois da última atividade eruptiva em 1995, e provocou uma catástrofe. As lavas destruíram quase tudo o que havia em Chã das caldeiras e centenas de pessoas ficaram desalojadas. O governo criou gabinete de crise e apelou ajuda internacional. Uma onda de solidariedade a favor das gentes de Chã decorre no país e na diáspora. Como medida para resolver a situação, o governo aumento o IVA em 0.5%, media a vigorar apenas em 2015.

 

O ano de 2014 fica também marcado pela realização das eleições internas do PAICV. Janira Hopffer Almada é a nova presidente do partido. Na corrida estiveram também Felisberto Vieira e Cristina Fontes Lima. O primeiro-ministro, considera que as eleições dividiram o partido ao meio. O certo é que, segundo a imprensa, alguns ministros puseram seus cargos à disposição.

 

A reserva natural de Santa Luzia deixa de ser “integral” e passa a ser “parcial”. Com a nova classificação o governo pretende que a ilha de Santa Luzia, que era usada apenas para investigação científica, passe a ser utilizada para visitas de estudo, pesca e turismo ambiental. 

 

O Festival internacional de música Baía das gatas 2014 homenageou a morna - Património Histórico e Cultural Nacional e candidata a património imaterial da Humanidade - no ano em que completou 30 anos de existência. 

 

O Mindelact, Festival internacional de teatro do Mindelo celebrou em 2014 a edição 20 com uma programação especial que homenageou todas as companhias, grupos e artistas que já pisaram o palco do Festival.

 

2014 foi um grande ano para o desporto nacional. Cabo Verde ganhou o seu primeiro Estádio Nacional. Uma infra estrutura com capacidade para 15 mil espetadores. O jogo inaugural aconteceu entre as seleções femininas de Barlavento e Sotavento.

 

A seleção nacional de futebol fica na história. Cabo Verde foi o primeiro país apurado para o Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2015.

 

Putin ratifica anexação da Crimeia à Rússia. O presidente russo aprovou a anexação da Crimeia à Rússia, apesar da condenação internacional. 

 

Em junho, Brasil recebeu a Copa do Mundo 2014, e perdeu em casa. Alemanha torna-se campeã do mundo pela quarta vez. O final foi disputado entre Argentina e Alemanha. Holanda ficou na 3ª posição e Brasil em quarto lugar.

 

EUA e Cuba reatam relações diplomáticas cortadas há mais de meio século. O presidente norte-americano afirma que o embargo é uma política ultrapassada e que não trouxe resultados. Barack Obama e Raul castro trocam prisioneiros.

Feliz Natal!!!

Carmo 25 Dez 14

 

O Noviactual deseja a todos os seus leitores e amigos um santo e Feliz Natal.

Tags

“Sete Contos ao Luar e Outras Estórias” livro infantil de autoria de Natacha Magalhães.

 

A obra é um conjunto de 11 contos infanto-juvenis, que entrelaça valores positivos com antigas tradições culturais das ilhas de Boa Vista e do Fogo.

 

Segundo uma nota, as realidades retratadas na obra são nacionais, uma forma de fazer com que as crianças se identifiquem com os espaços e conheçam um pouco mais do seu país.

 

“Sete Contos ao Luar e Outras Estórias” foi uma das contempladas no concurso do Ministério da Cultura para a promoção da literatura em Cabo Verde. A obra conta também com contos de quatro jovens autores cabo-verdianos, nomeadamente Chissana Magalhães, Abraão Vicente, Celso Medina Santos e Bruno Amarante.

 

Natacha Magalhães é também autora da obra infantil “Mãe, conta-me uma história” lançada em 2009.

 

O lançamento aconteceu esta segunda feira na Biblioteca Nacional, ilha de Santiago.

O Cenário é de destruição total. As lavas da erupção vulcânica já destruíram quase tudo o que havia em Portela e Bangaeira. Casas, hotel, pensões, escola, sede do parque natural do fogo, delegação municipal, posto policial, polidesportivo, posto de saúde, igrejas, Adega de vinho, currais, cisternas de água e uma vasta área rural e agrícola.

 

Centenas de pessoas ficaram desalojadas e vias de acesso foram destruídas, provocando o isolamento das localidades afetadas.

 

 

A erupção vulcânica tem vindo a expelir uma grande quantidade de gases tóxicos, fumos, cinzas e detritos vulcânicos prejudiciais a saúde. Autoridades alertam a população para os cuidados a ter.

 

É de louvar o esforço da proteção civil, polícia nacional, militares, Cruz vermelha entre outros, empenhados em salvar vidas humanas, mas infelizmente, os animais foram deixados à sua sorte.

 

Desde o início da erupção vulcânica, o INMG monitoriza a evolução da situação e atualiza diariamente informações sobre atividade vulcânica.

 

ICAO coloca Cabo Verde em alerta máximo

 

Com o agravar da situação, a Organização Internacional da Aviação Civil - ICAO, colocou Cabo Verde em alerta vermelho, como medida de precaução disse o presidente da ASA Mário Paixão. Entretanto a ICAO baixou de vermelho para laranja e agora para amarelo o nível de alerta em Cabo Verde.

 

A TACV foi obrigada a cancelar alguns voos entre ilhas (para São Vicente, São Nicolau e Fogo) devido as cinzas vulcânicas. As ligações voltaram a normalidade, excpeto para o aeródromo do Fogo.

 

Governo pede ajuda internacional

 

Com a criação de um gabinete de crise, o governo pediu ajuda internacional para atender às preocupações das pessoas afetadas pela erupção vulcânica na ilha do Fogo.

 

O primeiro país a responder ao apelo foi Portugal, que enviou uma fragata com apoio aéreo e meios de comunicação por satélite. Posteriormente duas ambulâncias oferecidas pela cooperação portuguesa.

 

Guiné Bissau, país irmão, doou ao nosso país 75 mil dólares, aproximadamente 7 mil contos uma ajuda “extraordinária” considera JMN tendo em conta o momento porque passa o país.

 

Angola disponibilizar dois aviões com equipamentos, meios materiais e alimentares para apoiar Cabo Verde.

 

A FAO disponibiliza 200 mil dólares, cerca de 17 mil contos para apoiar as famílias de Chã das Caldeiras.

 

Onda de solidariedade

 

 

O estado de calamidade a que o vulcão proporcionou aos foguenses, desencadeou uma onda de solidariedade no país e na diáspora para com as populações afetadas.

 

Câmaras Municipais, associações, igrejas, empresas, grupos de artistas e particulares promovem ações para angariar fundos monetários, roupas, produtos de higiene e alimentos não perecíveis em favor dos desalojados.

 

As ajudas já começaram a chegar. Espera-se que sejam distribuídas de forma justa e que os desalojados sejam os beneficiários.

 

        O Sofrimento das gentes de Chã

 

Os caldeirenses vivem momentos dramáticos. Perderam tudo, tudo o que construíram a vida toda - casas, mobiliários, cisternas de água, terrenos agrícolas, gados ou seja uma vida de trabalho e de sacrifício.

 

Neste momento essas pessoas precisam de atenção, compreensão e solidariedade de todos.

 

Os danos são muito, mas graças a Deus não há perdas humanas.

Pág. 1/2

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários