Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

 

 

Adriano Cabral da Cruz, conhecido por Duca vai ser hoje homenageado num espectáculo Musical solidário intitulado “Visão Divinal”.

 

O espectáculo tem como finalidade a angariação de fundos para ajudar o artista e professor de música Adriano Cabral que foi submetido a uma operação na vista.


Vários musicos e grupos como Boy G. Mendes, Mamadou & Sulabanku, Domu África, Daisy, Nelly e Ivan vão abrilhantar a noite desta sexta-feira, 26, na Academia de Música Jota Monte no Mindelo.


A iniciativa é de Nuno Karantónis do grupo Domu África, que promete um grande espectáculo com vários músicos incluindo antigos alunos de Duca numa homenagem aquele que muito tem contribuído para o desenvolvimento da música e dos musicos mindelenses.


Adriano Cabral encontra-se em França onde vai ser submetido a uma nova operação na vista. Segundo Nuno Karantónis toda ajuda é bem-vinda.

 

O concerto acontece esta noite às 21 horas no Jota Monte. Os bilhetes, ao preço de 500 escudos, podem ser adquiridos no Café Lisboa ou no local do espectáculo.

 

Participe, Duca merece!

 


Mais de 35 reclusos de duas cadeias do Luxemburgo, onde o Padre Vincent Klein trabalha, são cabo-verdianos. 

 

A sua missão em Cabo Verde é compreender e saber como ajudar os jovens cabo-verdianos a integrarem-se na sociedade. O Sacerdote garante que os cabo-verdianos estão muito bem integrados em Luxemburgo, mas alguns jovens sem orientação metem-se nos caminhos menos apropriados.


O Padre visita as ilhas de Santiago, Santo Antão e São Vicente, as três ilhas de proveniência, com maior número de emigrantes no Luxemburgo. O Sacerdote já manteve contacto com familiares dos reclusos com quem trabalha e já visitou as prisões nas ilhas de Santo Antão e São Vicente: “o contacto com os familiares dos presos foi bom, os directores das cadeias mostraram-se abertos à minha visita”.

 

O Padre acredita que a presença da igreja nas cadeias é fundamental para ajudar os reclusos na fé e na esperança e realçou ainda que as condições das prisões em Cabo Verde são duras e há falta de condições materiais.

 

Uma visita amiga e a palavra de Deus é o que o Padre leva aqueles que estão privados de liberdade: “converso com eles sobre vários assuntos, se tem receio do que fizeram, se querem começar uma nova vida e rezamos juntos. É um trabalho social e pastoral ao mesmo tempo. Eles precisam de alguém para conversar.”


O Padre Jesuíta, Vincent Klein é Luxemburguês de origem Francesa. Estudou Teologia Pastoral para ser capelão de cadeia. Trabalhou 5 anos na Bélgica e há 11 anos trabalha nas cadeias em Luxemburgo.

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários