Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

 

Assinala-se hoje, 30 de Outubro, o dia Mundial da Luta Contra o cancro da mama. A Liga cabo-verdiana da Luta Contra o Cancro - São Vicente programou um leque de actividades para comemorar a data como a terceira edição da Caminhada Rosa e Feira da Saúde.


A Finalidade é sensibilizar a população, em particular as mulheres para a importância do diagnostico precoce através da prática do auto-exame e consultas médicas periódicas.

UMA DÉCADA EM CURTAS III

Carmo 28 Out 12

 

 

O Centro Cultural Português do Mindelo acolhe de 29 de Outubro a 2 de Novembro, a mostra "Uma Década em Curtas". Trata-se de uma iniciativa do Instituto de Camões/Centro Cultural Português e a Agência Portuguesa de Curta-Metragem.

 

A mostra reúne 21 curtas-metragens realizadas em Portugal entre 1999 e 2009. De acordo com o cartaz do Centro Cultural Português do Mindelo, durante cinco dias, será exibida cinco secções:

 

Na Família - Com quatro curtas “Fim-de-semana” de Cláudio Vejerão, 2007; “Agora TU” de Jeanne Waltz, 2007; “Um dia Frio” de Cláudio Vejerão, 2009 e “Passeio de Domingo” de José Miguel Ribeiro, 2009.

 

Dez anos de animação - Nesta secção serão apresentados “História trágica com final feliz” de Regina Pessoa, 2005; “A Suspeita” de José Miguel Ribeiro, 1999; “Abraço do vento” de José Miguel Ribeiro, 2004; “A Noite” de Regina Pessoa, 1999; “Cândido” de Zepe (José Pedro Cavalheiro), 2007; “Clandestino” de Abi Feijó, 2000; “A Dama da Lapa” de Joana Toste, 2004 e “Stuart” de Zepe (José Pedro Cavalheiro), 2006.

 

Entre o Sono e o Sonho - com três curtas “Acordar” de Frederico Serra e Tiago Guedes, 2001; “À Margem” de João Carrilho, 2001 e “Corpo e meio” de Sandro Aguilar, 2001.

 

Lost In Art - com “Stuart” de Zepe (José Pedro Cavalheiro), 2006; “Crime abismo azul remorso físico” de Edgar Pêra, 2009; “Abraço do vento” de José Miguel Ribeiro, 2004 e “Lost In Art” de João Louro e Luís Alves de Matos, 2004.

 

Experimental – com apenas duas curtas “Of. Balance” de Edgar Santinhos e João Biscaia, 2005 e “A Piscina” de Iana Ferreira e João Viana, 2004.

 

As sessões, com entrada livre, têm lugar no auditório do CCP do Mindelo às 18h30.

 

Uma Década em Curtas I e II.

 

“Imigração: Olhares sobre a nova realidade” é tema do Ciclo de tertúlias Cabo Verde em Debate, que acontece este Sábado, 27, em Lisboa.

 

Os convidados da rubrica À Conversa com… são a Ministra das Comunidades de Cabo Verde, Maria Fernanda Fernandes e o Secretário de Estado Adjunto do Ministro-Adjunto e dos Assuntos Parlamentares de Portugal, Feliciano Barreiras Duarte.

 

Estarão presentes ainda a Embaixadora de Cabo Verde, Madalena Neves e a Alta Comissária para a Imigração e Diálogo Intercultural – ACIDI, Rosário Farmhouse.

 

O Ciclo de Tertúlias “Cabo Verde em Debate” assume-se como um fórum académico de diálogo aberto, reflexão intelectual e de cooperação entre estudantes universitários. A finalidade é discutir questões estruturantes e fracturantes, atinentes à governação política, social, económica e cultural de Cabo Verde, assim como aspectos relacionados com a actualidade política internacional.

 

 

Adriano Cabral da Cruz, conhecido por Duca vai ser hoje homenageado num espectáculo Musical solidário intitulado “Visão Divinal”.

 

O espectáculo tem como finalidade a angariação de fundos para ajudar o artista e professor de música Adriano Cabral que foi submetido a uma operação na vista.


Vários musicos e grupos como Boy G. Mendes, Mamadou & Sulabanku, Domu África, Daisy, Nelly e Ivan vão abrilhantar a noite desta sexta-feira, 26, na Academia de Música Jota Monte no Mindelo.


A iniciativa é de Nuno Karantónis do grupo Domu África, que promete um grande espectáculo com vários músicos incluindo antigos alunos de Duca numa homenagem aquele que muito tem contribuído para o desenvolvimento da música e dos musicos mindelenses.


Adriano Cabral encontra-se em França onde vai ser submetido a uma nova operação na vista. Segundo Nuno Karantónis toda ajuda é bem-vinda.

 

O concerto acontece esta noite às 21 horas no Jota Monte. Os bilhetes, ao preço de 500 escudos, podem ser adquiridos no Café Lisboa ou no local do espectáculo.

 

Participe, Duca merece!

 


Mais de 35 reclusos de duas cadeias do Luxemburgo, onde o Padre Vincent Klein trabalha, são cabo-verdianos. 

 

A sua missão em Cabo Verde é compreender e saber como ajudar os jovens cabo-verdianos a integrarem-se na sociedade. O Sacerdote garante que os cabo-verdianos estão muito bem integrados em Luxemburgo, mas alguns jovens sem orientação metem-se nos caminhos menos apropriados.


O Padre visita as ilhas de Santiago, Santo Antão e São Vicente, as três ilhas de proveniência, com maior número de emigrantes no Luxemburgo. O Sacerdote já manteve contacto com familiares dos reclusos com quem trabalha e já visitou as prisões nas ilhas de Santo Antão e São Vicente: “o contacto com os familiares dos presos foi bom, os directores das cadeias mostraram-se abertos à minha visita”.

 

O Padre acredita que a presença da igreja nas cadeias é fundamental para ajudar os reclusos na fé e na esperança e realçou ainda que as condições das prisões em Cabo Verde são duras e há falta de condições materiais.

 

Uma visita amiga e a palavra de Deus é o que o Padre leva aqueles que estão privados de liberdade: “converso com eles sobre vários assuntos, se tem receio do que fizeram, se querem começar uma nova vida e rezamos juntos. É um trabalho social e pastoral ao mesmo tempo. Eles precisam de alguém para conversar.”


O Padre Jesuíta, Vincent Klein é Luxemburguês de origem Francesa. Estudou Teologia Pastoral para ser capelão de cadeia. Trabalhou 5 anos na Bélgica e há 11 anos trabalha nas cadeias em Luxemburgo.

Pág. 1/2

English French German Italian Dutch

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários