Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

Feliz dia do Amigo!

Carmo 20 Jul 15

Encontrar um amigo

 

Encontrar um amigo é descobrir

um tesouro e talvez seja até mais;

pois um amigo é sempre alguém que traz

mais consistência a nós: por existir.

 

Um tesouro é inerte e tanto faz

qual sentimento estamos a curtir

Um tesouro não tem como influir.

O amigo é diferente: ele é capaz

de se alegrar connosco ou de sofrer

quando estamos sofrendo.

 

Um bom amigo

eu hei de conservar sempre comigo

a fim de, me escutar e compreender

a fim de, se eu errar me aconselhar

e, se eu cair, do chão me levantar.

Feliz Dia do Amigo!

 

(deconheço o autor)

 

 

 

 

Tags

 

TNova.jpg

O Jornal Terra Nova completa neste mês, 40 anos de existência. Fundado em abril de 1975, o mais antigo jornal privado cabo-verdiano, comemora o aniversário com uma exposição e uma conferência/debate sobre o percurso e o contributo do Jornal para a Democracia em Cabo Verde. 

 

As atividades tiveram lugar na ilha de Santiago e contaram com a presença do Presidente da República Jorge Carlos Fonseca, do Cardeal Arlindo Furtado, e do ex-diretor Frei António Fidalgo de Barros, que esteve à frente deste jornal até 2012.

 

Parabéns!

São Vicente em festa

Carmo 22 Jan 15

A Câmara Municipal proporcionou ontem, aos mindelenses, um espetáculo musical na rua de lisboa, com o grupo brasileiro “Calcinha Preta”. Os grupos crioulos “Kings” e “Domu África” também atuaram no espetáculo.

 

Palestra, conferência, lançamento de livro, apresentação de documentário, são outras atividades realizadas pela Câmara Municipal no âmbito das festas do Município da ilha de São Vicente.

 

Hoje 22 de janeiro, foi hasteada a bandeira e a sessão solene em saudação ao Dia do Município acontece na Academia de música Jotamont, Monte Sossego e será presidida pelo Presidente da república Jorge Carlos Fonseca.

O Cenário é de destruição total. As lavas da erupção vulcânica já destruíram quase tudo o que havia em Portela e Bangaeira. Casas, hotel, pensões, escola, sede do parque natural do fogo, delegação municipal, posto policial, polidesportivo, posto de saúde, igrejas, Adega de vinho, currais, cisternas de água e uma vasta área rural e agrícola.

 

Centenas de pessoas ficaram desalojadas e vias de acesso foram destruídas, provocando o isolamento das localidades afetadas.

 

 

A erupção vulcânica tem vindo a expelir uma grande quantidade de gases tóxicos, fumos, cinzas e detritos vulcânicos prejudiciais a saúde. Autoridades alertam a população para os cuidados a ter.

 

É de louvar o esforço da proteção civil, polícia nacional, militares, Cruz vermelha entre outros, empenhados em salvar vidas humanas, mas infelizmente, os animais foram deixados à sua sorte.

 

Desde o início da erupção vulcânica, o INMG monitoriza a evolução da situação e atualiza diariamente informações sobre atividade vulcânica.

 

ICAO coloca Cabo Verde em alerta máximo

 

Com o agravar da situação, a Organização Internacional da Aviação Civil - ICAO, colocou Cabo Verde em alerta vermelho, como medida de precaução disse o presidente da ASA Mário Paixão. Entretanto a ICAO baixou de vermelho para laranja e agora para amarelo o nível de alerta em Cabo Verde.

 

A TACV foi obrigada a cancelar alguns voos entre ilhas (para São Vicente, São Nicolau e Fogo) devido as cinzas vulcânicas. As ligações voltaram a normalidade, excpeto para o aeródromo do Fogo.

 

Governo pede ajuda internacional

 

Com a criação de um gabinete de crise, o governo pediu ajuda internacional para atender às preocupações das pessoas afetadas pela erupção vulcânica na ilha do Fogo.

 

O primeiro país a responder ao apelo foi Portugal, que enviou uma fragata com apoio aéreo e meios de comunicação por satélite. Posteriormente duas ambulâncias oferecidas pela cooperação portuguesa.

 

Guiné Bissau, país irmão, doou ao nosso país 75 mil dólares, aproximadamente 7 mil contos uma ajuda “extraordinária” considera JMN tendo em conta o momento porque passa o país.

 

Angola disponibilizar dois aviões com equipamentos, meios materiais e alimentares para apoiar Cabo Verde.

 

A FAO disponibiliza 200 mil dólares, cerca de 17 mil contos para apoiar as famílias de Chã das Caldeiras.

 

Onda de solidariedade

 

 

O estado de calamidade a que o vulcão proporcionou aos foguenses, desencadeou uma onda de solidariedade no país e na diáspora para com as populações afetadas.

 

Câmaras Municipais, associações, igrejas, empresas, grupos de artistas e particulares promovem ações para angariar fundos monetários, roupas, produtos de higiene e alimentos não perecíveis em favor dos desalojados.

 

As ajudas já começaram a chegar. Espera-se que sejam distribuídas de forma justa e que os desalojados sejam os beneficiários.

 

        O Sofrimento das gentes de Chã

 

Os caldeirenses vivem momentos dramáticos. Perderam tudo, tudo o que construíram a vida toda - casas, mobiliários, cisternas de água, terrenos agrícolas, gados ou seja uma vida de trabalho e de sacrifício.

 

Neste momento essas pessoas precisam de atenção, compreensão e solidariedade de todos.

 

Os danos são muito, mas graças a Deus não há perdas humanas.

English French German Italian Dutch

Sobre o autor

foto do autor

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Eliana de Oliveira

    Estou lendo o livro AFRICA. VIDA SELVAGEM e este l...

  • numadeletra

    Foi a minha estreia na leitura de Lídia Jorge e go...

  • Carmo

    Olá Maria, o disco pode ser encontrado nas livrari...

  • Maria Fraga

    Gostaria de saber como e onde posso comprar este ó...

  • Carmo

    Grande Morgadinho! Grande músico cabo-verdiano. A ...

Mais comentados