Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

foto.PNG

 

O Simpósio Internacional Aristides Pereira decorre de hoje e até 20 deste mês. O evento em homenagem ao primeiro chefe de estado cabo-verdiano, Aristides Maria Pereira, acontece nas ilhas de Santiago e de Boavista.

 

Participam neste simpósio, personalidades oriundas de vários países como Guiné-Bissau, Angola, Senegal e Brasil.

 

Do programa consta: três painéis “Aristides Pereira e a Luta de Libertação Nacional”, “Aristides Pereira: o Estadista” e “Diálogo inter-geracional”, bem como exposição do espólio de Aristides Pereira e a colocação de um busto no aeroporto internacional da Boavista.

 

Com: Associação Amilcar Cabral


jovino.jpg                                 

“Nesse mesma luta” é título do mais recente trabalho discográfico do músico e compositor Jovino dos Santos. O Disco é lançado esta sexta-feira, 17, num conserto no Centro Cultural do Mindelo.

 

O Álbum gravado entre Mindelo, França e Áustria, tem 11 faixas musicais, a maioria de intervenção social como Cafezim d`fim de semana e Eden park. “Nesse mesma luta” é um disco de música tradicional de Cabo Verde mas traz também ritmos brasileiros como Samba.

 

Jovino dos Santos iniciou a sua carreira em 1974, atualmente tem vários discos gravados e sucessos como “Semana dentro, semana fora”, "Chiquinha”, “Santinha”  e “Júlia”. 

folclore.PNG

 

O lançamento oficial de “Folclore” acontece no dia 17 deste mês. O disco que traz ritmos tradicionais “é uma viagem rica e fértil pelos ritmos de Cabo Verde, vivências e influências que Cremilda Medina vai somando ao seu percurso e que agora se aventura a reunir no seu primeiro trabalho” lê-se num comunicado.

 

Folclore foi gravado entre Cabo Verde, Portugal e Estados Unidos da América e conta, na sua grande maioria, com produção musical de Kim Alves e participação de músicos de renome mundial.

 

No seu primeiro trabalho discográfico, Cremilda Medina explora ritmos cabo-verdianos como a morna e a coladeira, mas onde também se aventura pelo fado, numa composição “Sou Crioula” de José Eduardo Agualusa e música de Ricardo Cruz. Há também uma incursão por ritmos brasileiros, nomeadamente o samba, no tema “Berço d’Morabeza” de João Carlos Silva, e música de Anísio Rodrigues.

 

O disco estará em pré-venda nas lojas digitais a 10 de Novembro, o mesmo dia em que será lançado o seu segundo single, a morna “Sonho dum Crioula”, composta por Morgadinho.

mindelact.jpg

 

A 23ª edição, do Festival Internacional de Teatro do Mindelo arranca hoje com a peça Romeu ma julieta- uma tragédia crioula. O evento prolonga-se até ao dia 11 de novembro com arte, alma e afeto.

 

Cerca de 50 espetaculos e mais de 30 companhias de teatro, oriundos de 13 países participam neste festival, considerado o maior evento de artes cénicas da África Ocidental. Os espetáculos decorrem em diversos palcos ALAIM, JOTAMONTE, Pátio do CCP, ruas e praças de Mindelo, sendo o palco principal o do Centro Cultural do Mindelo.

 

No decorrer do festival, haverá intercâmbio entre os participantes, ações de formação, concertos de música, exposições de design e artes plásticas, bem como o Festival off e Teatrolândia que é uma programação específica dirigida às crianças.

 

Além de Cabo Verde, participa neste evento companhias de teatro oriundos de países como Alemanha, Angola, Argentina, Brasil, Espanha, Inglaterra, Japão, Moçambique, Portugal, República Checa, Senegal e S. Tomé e Príncipe.

 

A 23ª edição conta com “a melhor programação de sempre“ lê-se no site do Mindelact. Este ano, devido a questões logísticas, o Mindelact decorre em novembro.

Capturar.PNG

               

Assinala-se hoje, 18 de outubro, o dia Nacional da Cultura. A data é celebrada no dia do nascimento de Eugénio Tavares o escritor, compositor, jornalista e poeta cabo-verdiano.

 

“Cultura no Coração das ilhas” é o lema escolhido para as celebrações deste ano. Várias atividades decorram um pouco por todo o pais.   

 

O dia Nacional da cultura foi instituído em 2005, cujo projeto de lei foi apresentado à Assembleia Nacional pelo deputado Jorge Silva.

 

Eugénio Tavares

 

A 18 de outubro de em 1867, nascia em Nova Sinta, Brava, Eugénio de Paula Tavares. Filho de Eugénia Roiz Nozolini Tavares e de Francisco de Paula Tavares. Morreus aos 63 anos na sua terra natal.

 

Mal de amor, Força de Cretcheu, Morna de despedida, são algumas das composições de Eugenio Tavares.

 

 

Força de Cretcheu

 

Ca tem nada na es bida
Mas grande que amor 
Se Deus ca tem medida 
Amor inda é maior. 
Maior que mar, que céu 
Mas, entre tudo cretcheu 
De meu inda é maior

 

Cretcheu más sabe, 
É quel que é di meu 
Ele é que é tchabe 
Que abrim nha céu.
Cretcheu más sabe 
É quel qui crem 
Ai sim perdel 
Morte dja bem  

 

Ó força de chetcheu, 
Que abrim nha asa em flôr 
Dixam bá alcança céu 
Pa'n bá odja Nôs Senhor 
Pa'n bá pedil semente 
De amor cuma ês di meu 
Pa'n bem dá tudo djente 
Pa tudo bá conché céu

 

Eugénio Tavares

Com: eugeniotavares.org

English French German Italian Dutch

Sobre o autor

foto do autor

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Eliana de Oliveira

    Estou lendo o livro AFRICA. VIDA SELVAGEM e este l...

  • numadeletra

    Foi a minha estreia na leitura de Lídia Jorge e go...

  • Carmo

    Olá Maria, o disco pode ser encontrado nas livrari...

  • Maria Fraga

    Gostaria de saber como e onde posso comprar este ó...

  • Carmo

    Grande Morgadinho! Grande músico cabo-verdiano. A ...