Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

mindelact.jpg

 

A 23ª edição, do Festival Internacional de Teatro do Mindelo arranca hoje com a peça Romeu ma julieta- uma tragédia crioula. O evento prolonga-se até ao dia 11 de novembro com arte, alma e afeto.

 

Cerca de 50 espetaculos e mais de 30 companhias de teatro, oriundos de 13 países participam neste festival, considerado o maior evento de artes cénicas da África Ocidental. Os espetáculos decorrem em diversos palcos ALAIM, JOTAMONTE, Pátio do CCP, ruas e praças de Mindelo, sendo o palco principal o do Centro Cultural do Mindelo.

 

No decorrer do festival, haverá intercâmbio entre os participantes, ações de formação, concertos de música, exposições de design e artes plásticas, bem como o Festival off e Teatrolândia que é uma programação específica dirigida às crianças.

 

Além de Cabo Verde, participa neste evento companhias de teatro oriundos de países como Alemanha, Angola, Argentina, Brasil, Espanha, Inglaterra, Japão, Moçambique, Portugal, República Checa, Senegal e S. Tomé e Príncipe.

 

A 23ª edição conta com “a melhor programação de sempre“ lê-se no site do Mindelact. Este ano, devido a questões logísticas, o Mindelact decorre em novembro.

Nis Wadada 2.jpg

 

Nish Wadada encontra-se em Zaragoza, Espanha, para atuar, esta sexta feira, no Up Reggae Dub Festival, acompanhada da banda Irregular Roots.

 

Wadada é cabeça de cartaz no festival que conta com a participação de vários artistas do reggae, como o coletivo Words Sound & Power de Inglaterra.

 

Nish encontra-se em digressão por Europa, naquele que é o seu terceiro tour, deste ano naquele continente.

 

Nish Wadada 1.jpg

 

“Cada dia entendo mais a minha missão de levar uma mensagem no feminino e, sobretudo, de levar a marca Cabo Verde a sítios, festivais, e muitos cenários virgens de conhecimento sobre a nossa realidade, identidade e história. Sinto me como uma embaixadora e orgulhosa.” lê-se numa nota que o Noviactual teve acesso.

 

Durante este mini tour, Nish Wadada vai aproveitar para entrar em estúdio e gravar vários singles para um projeto Espanhol e uma editora francesa.

 

Para 2018 já estão agendados shows em França, Alemanha, Portugal, entre outros, como o Dub Stone Festival, em Itália, e o Rastaplaas Festival, na Holanda.

 

Nish Wadada foi distinguida como Melhor Musica Internacional nos CVMA 2017, com a música Jah Calling.

imagjpg.jpg

 

Os 25 anos de carreira do artista cabo-verdiano Gil Semedo é comemorado com o lançamento de um duplo álbum com 25 êxitos históricos.  O Best Of conta ainda com dois inéditos: “SI BU KRE”, produzido pela Loonatic Boy e um funaná intitulado “SAKEDU NU FIKA, dueto com a Dina Medina.

 

Segundo uma nota que o Noviactual teve acesso, o artista reuniu a banda “The Perfects” para o acompanhar na digressão, de apresentação por África, Europa e América. E em breve será em Cabo Verde.

 

 

Gil Semedo nasceu Chã de Tanque, Santa Catarina na lha de Santiago, cedo imigrou com a família para Holanda.

 

Com 15 anos, imitando o seu ídolo e fonte de inspiração, Michael Jackson, foi um dos classificados para o final de um programa de televisão na Holanda.

 

Atuou em vários palcos na Europa, E.U.A. e África e o seu repertório inteiro é quase todo ele feito das suas próprias composições. Já vendeu cerca de 1.000.000 de álbuns e possui discos de prata, ouro e platina.

 

Em 2014, Gil Semedo completou 40 anos de idade, realizando um memorável show no Estádio da Várzea, na Cidade da Praia.

 

318684-bob-marley-wallpaper.jpg

 

36 anos depois da sua morte, o rei do reggae é recordado um pouco por todo o mundo, com concertos e homenagens. Rádios locais e internacionais tocam hoje, as músicas do músico jamaicano.

 

Por cá, em São Vicente, um grupo de amantes do reggae homenageiam o músico jamaicano com atividades musicais na zona de Ribeirinha.

 

Ouça: Bob Marley - Could you be loved

 

Capturars.PNG

 

“Raio de Sol” é o single original de estreia da cantora crioula Cremilda Medina, a ser apresentado hoje no Centro Cultural Português na cidade da Praia.

 

O tema que retrata “as saudades da avó Bia, da infância em São Vicente e dos tempos de meninice”, tem letra de Miguel Silva, melodia de Renato Monteiro e produção musical de Kim Alves.

 

“Raio de Sol”, preserva toda a essência e identidade das mornas de outrora, cantadas ao jeito de antigamente, mas através da individualidade, dos sentimentos e do estilo singular de Cremilda Medina, lê-se numa nota.

English French German Italian Dutch

Sobre o autor

foto do autor

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários

  • Eliana de Oliveira

    Estou lendo o livro AFRICA. VIDA SELVAGEM e este l...

  • numadeletra

    Foi a minha estreia na leitura de Lídia Jorge e go...

  • Carmo

    Olá Maria, o disco pode ser encontrado nas livrari...

  • Maria Fraga

    Gostaria de saber como e onde posso comprar este ó...

  • Carmo

    Grande Morgadinho! Grande músico cabo-verdiano. A ...