Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Noviactual

MENU

poster-de-st-milagres.jpg

Foto:elo7.com

 

A Igreja católica celebra esta quinta-feira, 19, de abril o dia de santo Expedito, conhecido como o santo das causas justas e urgentes mas também como padroeiro dos militares, dos estudantes e dos viajantes.

 

Expedito nasceu na Arménia, era oficial do exército romano e comandava a 12ª Legião, estabelecida em Melitene, na Arménia. A legião tinha como missão defender as fronteiras orientais contra os bárbaros asiáticos e entre os seus soldados havia muitos cristãos.

 

No momento de sua conversão, conta-se que um espírito do mal, na forma de um corvo, veio tentá-lo dizendo "cras" - que em latim significa "amanhã", mas imediatamente Expedito pisoteou o corvo, gritando "hodie", ou "hoje", confirmando que não deixaria sua conversão para depois.

 

As imagens de Santo Expedito apresentam-no com traje militar, vestindo uma túnica curta e um manto. Em uma mão sustenta uma palma e na outra a cruz com a palavra "Hodie", em referência à sua conversão. Sob um dos pés está o corvo dominado e a palavra "Cras".

 

Com: educacao.uol.com

papapascoa.jpeg

 Foto:vaticannews

 

Na mensagem de Páscoa, o Papa Francisco falou dos conflitos no mundo e pediu “frutos de paz para o mundo inteiro”.

 

Para o continente africano, o Papa Francisco, suplicou “frutos de esperança” pelas regiões “atormentadas pela fome”, por conta de “conflitos endémicos e do terrorismo”. O Papa pede também que “a paz do Ressuscitado cure as feridas no Sudão do Sul: abra os corações ao diálogo e à compreensão mútua. Não esqueçamos as vítimas daquele conflito, sobretudo as crianças! Não falte a solidariedade em prol das inúmeras pessoas forçadas a abandonar as suas terras e privadas do mínimo necessário para viver”.

 

O Papa Francisco pediu ainda, durante a bênção "Urbi et Orbi", na Basílica de São Pedro em Roma, fim do “extermínio” na Síria, “cuja população se encontra exausta por uma guerra sem um fim à vista” e respeito pelos direitos humanitários.

O Santo Padre implorou “reconciliação” na Terra Santa e no Médio oriente, já para os venezuelanos, suplicou “Frutos de consolação”.

 

As crianças e os idosos não foram esquecidos pelo Papa Francisco que pede “Frutos de vida nova, Cristo Ressuscitado dê às crianças que, por causa das guerras e da fome, crescem sem esperança, privadas de educação e assistência sanitária; e também aos idosos descartados pela cultura egoísta que põe de lado aqueles que não são «produtivos»”.

 

Para aqueles que têm responsabilidades políticas, o Papa implora “Frutos de sabedoria”, para que “respeitem sempre a dignidade humana, trabalhem com dedicação ao serviço do bem comum e garantam progresso e segurança aos seus cidadãos”.

 

Com: Vaticannews

Papa.jpeg

 Foto: Vaticannews

 

Na Via Sacra desta Sexta-feira Santa, 30, no Coliseu de Roma, o Papa Francisco falou de três palavras importantes que podem refletir o olhar de cada um perante Cristo: Vergonha, Arrependimento e Esperança.

 

Vergonha, por termos perdido a vergonha disse o Papa “vergonha, porque tantas pessoas, inclusive alguns dos vossos ministros, deixaram-se levar pela ambição e vanglória”.

O Santo Padre falou ainda da vergonha deixada aos jovens vergonha, por deixarmos aos jovens um mundo dilacerado e dividido, devorado pelas guerras, pelo egoísmo, pela marginalização”.

 

Sobre o arrependimento, Francisco afirmou que é com arrependimento que devemos dirigir a Cristo porque só ele pode salvar e curar "do flagelo do ódio, do egoísmo, da soberba, da avidez, da vingança, da cobiça e da idolatria".

O santo padre referiu ainda que o olhar de arrependimento deve-se também ao facto “de sentir a nossa pequenez, o nosso nada, a nossa vaidade e de nos deixarmos ser acariciados por seu doce e poderoso convite à conversão”.

 

O Papa falou também da esperança na mensagem cristã que continua ainda hoje a inspirar tantas pessoas e povos, a vencer o mal e a maldade, a perdoar e abater rancores e vinganças, dissipando hostilidades e temores, a iluminar as trevas: “esperança, porque tantos missionários e missionárias continuam a arriscar suas vidas para servir-vos nos pobres, nos descartados, nos imigrados, nos invisíveis, nos explorados, nos famintos e nos encarcerados”.

 

As meditações da Via-Sacra este ano foram confiadas a um grupo de 15 jovens estudantes de Roma, que representam a juventude do mundo inteiro.

 

Com: vaticannews

jaoao baptista.jpg

 

A Igreja Católica celebra hoje, 24 de Junho, as festividades de São João Baptista.

 

O profeta foi considerado o "precursor" do prometido Messias, Jesus Cristo, porque o seu discurso principal era sobre a vinda do Messias e batizou muitos judeus, incluindo Jesus, no rio Jordão. sJoao Baptista era filho do sacerdote Zacarias e Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus.

 

Fonte: wikipedia

SANTO-ANTONIO.jpg 

A igreja católica celebra hoje, 13 de junho, a festa de Santo António de Lisboa em Portugal, de Pádua em Itália ou das Pombas em Paul, na ilha de Santo Antão. 

 

Fernando de Bulhões e Taveira de Azevedo é o seu nome de batismo. Nasceu em Lisboa em 15 de agosto de 1195 e, morreu em Pádua, Itália, aos 36 anos, no dia 13 de junho de 1231. 

 

Santo António foi frade agostiniano no Convento de São Vicente de Fora, em Lisboa, mais tarde tornou-se franciscano e viajou muito, vivendo inicialmente em Portugal, depois na Itália e na França. 

 

Devido à sua enorme popularidade, a festa é comemorada em quase todo o Mundo. Em Cabo Verde, a festa de Santo António é celebrada em várias ilhas do país, com maior intensidade no Concelho do Paul ilha de Santo Antão.

 

A imagem de Santo António

 

Na imagem aparece sempre um livro, o menino Jesus, uma cruz, um lírio e outras vezes um coração com fogo.

O livro, faz alusão à sua vasta sabedoria enquanto que os gestos explicativos na mão fazem referência ao pregador que foi Santo António. O lírio, representa pureza e castidade, enquanto que a cruz é símbolo da fidelidade a Cristo. Noutras imagens aparece com uma chama de fogo, símbolo da caridade, ou um coração para nos lembrar que, apesar de franciscano, ele é um discípulo de Santo Agostinho de Hipona.

O Menino Jesus, presente na imagem representa a expressão do seu amor por Deus Menino que uma tradição antiga diz lhe ter aparecido em Camposampiero pouco antes da sua morte.

 

Fonte: Franciscanos

English French German Italian Dutch

Sobre o autor

foto do autor

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Últimos comentários